Enquadramento do Referencial NP 4427:2018

O contexto cada vez mais dinâmico das organizações e empresas do século XXI, influenciado por inúmeros fatores de que se destaca a invasão tecnológica, tende a repercutir-se numa aparente subvalorização do papel do ser humano que, de modo mais ou menos passivo, se confronta com mutações constantes, inclusive a extinção, de postos de trabalho.

A gestão das pessoas passa assim por garantir a criação, retenção e desenvolvimento de conhecimentos, práticas e comportamentos, consubstanciados pelos resultados, numa palavra competências, não só na pessoa individualmente considerada, como também nas pessoas no sentido coletivo, em que redes relacionais colaborativas, nomeadamente com os outros processos da organização se desenvolvem.

A presente Norma especifica os requisitos de um sistema de gestão das pessoas (SGP), que abranja todos os níveis hierárquicos, áreas de atividade e unidades orgânicas de uma organização, como veículo de melhoria ao serviço da eficácia e da eficiência desta.

Os requisitos desta Norma são aplicáveis a organizações que pretendam:

– demonstrar a sua capacidade em atrair, desenvolver e reter as pessoas necessárias para o cumprimento da sua missão;

– implementar, manter e melhorar continuamente um sistema de gestão das pessoas aplicável a toda a organização;

– aumentar a satisfação das pessoas que nela colaboram através da aplicação eficaz do sistema, incluindo processos para garantir a conformidade com as exigências estatutárias e regulamentares aplicáveis.


Objetivos e benefícios do Referencial NP 4427:2018


As pessoas são únicas e são o verdadeiro elemento diferenciador que, pela forma como são geridas, pode resultar no sucesso ou insucesso das organizações. As pessoas são o agente ativo e transformador que cria valor. A gestão das pessoas é uma vantagem competitiva que resulta de uma perspetiva coletiva das aprendizagens, do trabalho em rede, da navegação pela mudança, inovação e criatividade.

· Estimular a atribuição de valor ao cliente interno - criação de mecanismos que permitam traçar estratégias e aplicar táticas de excelência, orientadas para o reconhecimento, desenvolvimento e fidelização do cliente interno

· Estabelecer uma comunicação efetiva entre as diversas áreas da organização, induzindo uma renovada dose de criatividade, inovação e espírito de equipa

· Potenciar as capacidades individuais e coletivas para a solução de problemas, gerando ambientes de trabalho mais integrados, com reflexo visível na qualidade do serviço prestado interna e externamente

· Assegurar o cumprimento da legislação aplicável sobre a gestão de recursos humanos.