Como preparar a sua empresa para 2021


Este ano de 2020 trouxe o maior desafio que a economia mundial teve que enfrentar. Nenhum país nem nenhuma atividade económica deixou de sentir os efeitos da Covid-19.

O setor alimentar, embora tenha continuado a ter o seu mercado consumidor pois as pessoas têm que comer, não deixou de se ressentir, principalmente ao nível das empresas processadoras de alimentos.


Portugal não foi nem é exceção. Enfrenta, portanto, problemas iguais aos dos outros países.

Os principais desafios foram a reorganização funcional das empresas para reduzir a possibilidade de transmissão do novo corona vírus: desfasamento de horários, criação de circuitos internos diferenciados sem perda de funcionalidade, comunicação com fornecedores e clientes, logística de transportes, etc.

No que se refere a melhoramentos e novos investimentos: ampliações, melhorias tecnológicas e funcionais, novos produtos, etc., foram praticamente todos adiados em muitas empresas, perante a incerteza do futuro próximo.

Contudo, uma situação destas pode contribuir para repensar esse futuro.

Vai a empresa conseguir ultrapassar este período crítico tal como está? Não será agora o momento de planear a sua estratégia para o curto e médio prazo? As suas instalações e equipamentos estão em condições de assegurar melhorias tecnológicas, ganhar funcionalidade, reduzir custos de operação?

Talvez seja altura de planear o futuro.


Porque devo investir num bom planeamento – Com que parceiros posso contar?

Investir num bom planeamento significa efetuar uma análise profunda das capacidades e limitações do estabelecimento industrial, tanto no que respeita às estruturas e equipamentos, quanto ao know howtecnológico, ou ainda aos recursos humanos e suas competências.


Esta análise pode ser feita apenas internamente, ou será necessário recorrer a empresas de consultoria com experiência?

Um bom planeamento deverá identificar o que é necessário fazer em cada uma das áreas acima definidas e deve assumir o estatuto de plano diretor, que sirva de guia ao desenvolvimento sequencial das ações a concretizar:

– é necessário introduzir melhorias tecnológicas nos processos e nos produtos? Então é indispensável ter Know-how.

– as melhorias tecnológicas e a inovação são compatíveis com os equipamentos instalados, ou requerem outros equipamentos? Então é necessário identificar o equipamento necessário e porventura apoiar na sua aquisição.

– é preciso intervir a nível das estruturas? – ampliações, novos setores, ou novas unidades fabris? Então é inevitável o desenvolvimento dos projetos.

– os recursos humanos são qualificados e suficientes para assegurar o funcionamento do que foi identificado no planeamento? Certamente será necessário o recurso à formação.

– a empresa tem recursos internos capazes de desenvolver o plano diretor e os projetos que dele resultarem? Muito provavelmente precisará de apoio de um parceiro experiente.

Muito frequentemente,

A Alicontrol é esse parceiro!